CONFIRA O VÍDEO

domingo, 25 de outubro de 2015

NOTÍCIAS DO ALÉM - A COLÔNIA ESPIRITUAL "PERIFERIA BRASIL"

09/07/15 15:29 - Fuso horário de Brasília - Atualizado em 10/07/2015 - 21:50


O deslocamento pela região da COLÔNIA ESPIRITUAL situada sobre o campo VIBRACIONAL do Brasil, e ligada às regiões de periferia dos ESTADOS de São Paulo e Rio de Janeiro não é fácil de ser realizado.

As vibrações fortes dos que ali estão abrigados e sendo tratados, ainda estão ligadas ao ambiente de pobreza e abandono, escassez, frivolidade e até mesmo promiscuidade em que viveram quando encarnados. Incorporado na mente, projetado no ambiente. Eles não saberiam nesse momento "VIVER" em condições muito diferentes dessa. O chão é de terra batida, vê-se até a marca de pegadas causadas pela "sensação" de que uma garoa fria molhou a terra.

Transitamos por ruas estreitas e mal iluminadas, o veículo que nos transporta é habilmente conduzido e vai sem solavancos passando por inúmeras construções simples, semelhantes as que vemos em favelas horizontais do Brasil. A área é extensa, o veículo seguro, possui um sistema de faróis que ilumina à longa distância. O deserto do local é explicado pelo "condutor" como relacionado a hora, É madrugada no Brasil, é madrugada aqui, embora necessariamente as "horas" não sejam registradas da mesma forma, os hábitos e as "convenções" materializadas não se desfazem de imediato só pelo fato de se ter mudado de plano de vida. Mas, não se iludam, diz ele, há trabalhadores de PLANTÃO.

IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

Desembarcamos numa área tipo uma praça. Vejo alguns jovens se deslocando, carregam nas costas o que identifico como sendo uma MOCHILA. Faço uma última pergunta ao nosso condutor, antes que ele manobre o veículo e se vá. Quem são eles, para onde vão ? Embora não pergunte sobre as MOCHILAS, ele capta minha curiosidade. 

_ Vão para o "TRABALHO". Saem cedo, para aproveitar mais e melhor a jornada. São os que já conseguiram entender o valor do TEMPO que não pode ser desperdiçado. Quanto às MOCHILAS, o que se carrega nas jogadas sobre os ombros na Terra ? 

_ Dá um sorriso e nos aponta na direção de um grupo de quatro senhoras, que paradas diante de um imenso PORTÃO DE FERRO, nos esperam com simpatia. Somos cordialmente ACOLHIDOS E ABRAÇADOS. Recebemos a informação de que a elas cabe a orientação dos jovens que trabalham naquele GALPÃO DE TRATAMENTO. As quatro senhoras, todas NEGRAS, foram na TERRA, Mães de jovens que desencarnaram em situações de violência. Trabalham hoje com CENTENAS de jovens desencarnados nessas mesmas condições, que por sua vez, realizam o SEU trabalho de REEDUCAÇÃO e REFAZIMENTO, atendendo IDOSOS que desencarnaram em situação de extremo abandono ou alienação.

_ JUNTA-SE AQUI A DOR DE TODOS NÓS, e com TRABALHO baseado na MENSAGEM CRISTÃ, que funciona como ANALGÉSICO, refazemos no PLANO ESPIRITUAL a jornada individual e coletiva. Não temos tempo para CHORAR as perdas e nem LAMENTAR os EQUÍVOCOS COMETIDOS, que não foram poucos. Entretanto, embora o remorso nos machuque, pois hoje sabemos o quanto erramos, a MISSÃO AQUI é recomeçar. 

_ Palavras de uma das senhoras, (HELOÍSA) que mesmo tratando de TEMA  tão SOFRIDO, emana uma energia de equilíbrio e serenidade. Elas sorriem, e nos levam por uma escada de madeira. No topo, viramos à direita e adentramos num imenso GALPÃO, que curiosamente não parece ter um TETO e/ou PAREDES como o que conhecemos nas edificações da Terra. Existem portas, e elas estão "guardadas" por jovens que vestem roupas brancas. As orientadoras nos encaminham a uma delas, onde depois de cruzar os seus limites, nos deparamos com dezenas de IDOSOS sentados e deitados, alguns sendo barbeados, outros alimentados... QUEM CUIDA DELES SÃO OS JOVENS.

Me emociono. Faço força para conter o choro, aperto a mão da minha acompanhante. Sou alertado que é preciso manter a calma, caso contrário a VISITA seria prejudicada e interrompida.

_ MEU IRMÃO _ me fala uma senhora de nome ELVIRA _ agora já não há o que chorar, pois todos estão no momento de recuperação. Embora o "cenário" possa lhes parecer triste, o que vemos aqui é a FELICIDADE e a BENÇÃO que a misericórdia de DEUS nos concede. Foi de BARBA FEITA, estômago cheio, BATOM, roupas novas de marca ou falsa, e alucinados, que a maioria dos jovens se perdeu, foi por IRRESPONSABILIDADE, ociosidade, reincidência nos mesmos erros de "outrora" que os "VELHOS" jogaram fora a oportunidade de "rejuvenescer". 

Essa é a "COLONIA PERIFERIA BRASIL", e nela estão EM QUASE SUA TOTALIDADE, espíritos que na TERRA, em sua última encarnação, viveram em favelas, bairros mais pobres, ou, os atraídos pelos seus "encantos", que sofreram violência ou foram autores das piores práticas, CONTRA SI E CONTRA O PRÓXIMO. 

Temos aqui também, espíritos que desencarnaram cedo, AINDA BEM JOVENS, mas, não estavam relacionados a nenhum tipo de comportamento vicioso. Eles se misturam, (VÍTIMAS, ALGOZES, POBRES - RICOS - BRANCOS - NEGROS - ELES E ELAS) para que através da troca de suas experiências obtidas quando encarnados, sem o registro do que eventualmente um pode ter feito ao outro diretamente, possam VALORIZAR a FAMÍLIA; o ESTUDO; a DISCIPLINA; a REGRA e a VIDA, no sentido de ETERNIDADE.

_Fortemente impressionados pelo que vimos, sob o impacto da lição reforçada de que a vida prossegue do outro lado de acordo, e pouco diferente, do que nós fizemos dela quando encarnados, passamos adiante, pois, ao que nos pareceu, o OBJETIVO PRINCIPAL da visita iria MAIS ALÉM.

Entramos, então, em uma sala, agora ILUMINADA e repleta de jovens que conversam animadamente. Curioso ver que o ambiente transmitia uma sensação de jovialidade, porém, sem BARULHO e sem AGITAÇÃO. Ali, naquele espaço, somos apresentados pelas senhoras, de quem nos despedimos fraternalmente, a outro orientador, que nos explica que EM BREVE, um NOVO ESPAÇO de ESTUDO, especialmente destinado aos JOVENS, será aberto na TERRA. Os jovens presentes, são os ESPÍRITOS que pela parte que compete aos DESENCARNADOS, vão neles trabalhar.

O Espírito com quem falo não me é estranho, tenho a nítida impressão de que o conheço, de que já convivemos quando ele estava encarnado, mas, por algum motivo que desconheço, e sou mentalmente desestimulado de questionar, não me é dado a possibilidade de identificá-lo. 

Eis que, ele me encaminha para uma parte da sala, de onde se vislumbra uma RUA, e aí, já com os RAIOS do SOL iluminando o DIA. Um homem se aproxima de nós, faz um cumprimento simples e afetuoso, e aí, esse sim, identifico de pronto. É um parente, que me reservo o cuidado de o nome não revelar. Pergunto a ele sobre o que faz ali. Ele então me mostra uma MESA, onde estão os LIVROS DA CODIFICAÇÃO ESPÍRITA, encadernados com a CAPA DURA DE ANTIGAMENTE e grafados em letras DOURADAS.

_ Daqui, de onde estou agora, e já em boas CONDIÇÕES, depois de passar pelos GALPÕES de APOIO, vou retomar ao lado desses irmãos mais "jovens", meu trabalho de DIVULGAÇÃO da Doutrina e de atendimento aos ENCARNADOS e DESENCARNADOS que precisam de AUXÍLIO físico e espiritual. NOVAS "MOCIDADES ESPÍRITAS" encontrarão em CASAS da Terra, na Região muito NECESSITADA de Rio e São Paulo, espaço para funcionar, e eu estarei envolvido nesse trabalho _ me fala com tranquilidade meu familiar quando encarnado.

Faço mentalmente a LIGAÇÃO entre as situações de "espíritos de jovens" sendo atendidos no PLANO ESPIRITUAL, enquanto atendem "espíritos de idosos", entendo que nos VEMOS EM ESPÍRITO, como éramos na última encarnação, e compreendo o simbolismo das fases por que passamos, e o significado da MANUTENÇÃO e abertura de espaços CRISTÃO-ESPÍRITAS, que objetivem, auxiliar e orientar uns e outros, quando encarnados.

Como não consegui, até então, perceber plenamente o motivo de ter sido levado a fazer essa "VISITA", pergunto ao meu "PARENTE": O que fazemos nós aqui ?

_ Sua tarefa, e dela, (Minha acompanhante que também não consegui identificar seguramente) é dar "NOTÍCIAS DO ALÉM", do que viram aqui, e fazer isso sem linguagem rebuscada. Entendam e transmitam aos ESPÍRITAS que puderem, e a todos que quiserem ouvir, para que eles ao menos reflitam, que no PLANO ESPIRITUAL, nem tudo é como em O NOSSO LAR dos FILMES. 

Há muito trabalho sendo feito com os pés na terra enlameada, em locais onde pequenos canteiros não podem nem ser considerados JARDINS. Principalmente junto aos jovens, nós estamos muito AQUÉM das necessidades de efetiva divulgação da MENSAGEM DO CRISTO e dos ESPÍRITOS que nos legaram a CODIFICAÇÃO. 

Vocês e nós, precisamos fazer muito mais. Para ajudar a mudar a atmosfera do PLANETA, e em especial na limitada e modesta área de nossa atuação, com a capacidade intelectual e espiritual pequena que ainda possuímos, só mesmo com muito trabalho e dedicação, querido primo.

_ Com essas palavras ele se despede e vai ao encontro dos jovens. Me emociono novamente, e agora, fim da visita. Acordo e levanto, ainda é madrugada. Sou compelido a escrever de pronto tudo o que vocês acabaram de ler. Quase sem retoques e correção ortográfica.

Sergio Oliveira - 08/07/2015 - 05:30 horas - Direitos reservados - Publicação autorizada com citação da Fonte e autor - 
As imagens foram adicionadas posteriormente à publicação.
Algumas correções já foram feitas.
Reedição em 10/07/15 21:51 - Fuso horário de verão de Brasília
******************************************************************************

LEIA AINDA

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

12 DE OUTUBRO - DIA DA CRIANÇA - MENSAGEM - ESSAS OUTRAS CRIANÇAS


Essas outras crianças

Quando abraces teu filho, no conforto doméstico, fita essas outras crianças que jornadeiam sem lar.

Dispões de alimento abundante para que teu filho se mantenha em linha de robustez. Essas outras crianças, porém, caminham desnorteadas, aguardando os restos da mesa que lhes atiram, com displicência, após o repasto.

Escolhes a roupa nobre e limpa com a qual teu filho se vestirá, conforme a estação.

Todavia, essas outras crianças tremem de frio, recobertas de andrajos.

Defendes teu filho contra as intempéries, sob teto acolhedor, sustentando-o como se fosse uma joia.


Contudo, essas outras crianças cochilam estremunhadas na via pública.

Abres, ao olhar deslumbrado de teu filho, os tesouros da escola.

E essas outras crianças suspiram em vão pela luz do alfabeto, acabando, muita vez, encerradas no cubículo das prisões, à face da ignorância que lhes cega a existência.

Conduzes teu filho a exame de pediatras distintos sempre que demonstre leve dor de cabeça.

Entretanto, essas outras crianças minadas por moléstias atrozes, agonizam em leitos de pedra, sem que mão amiga as socorra.

Ofereces aos sentidos de teu filho a festa permanente das sugestões felizes, através da educação incessante.

No entanto, essas outras crianças guardam olhos e ouvidos quase sintonizados no lodo abismal das trevas.

Afaga assim, teu filho no trono familiar, mas desce ao pátio da provação onde essas outras crianças se agitam em sombra ou desespero e ajuda-as quanto possas!

Quem serve no amor de Cristo, sabe que a boa palavra e o gesto de carinho, o pedaço de pão e a peça de vestuário, o frasco de remédio e a xícara de leite operam maravilhas.

Proclamas a cada passo que esperas confiante o esplendor do futuro, mas, enquanto essas outras crianças chorarem desamparadas, clamaremos em vão pelo mundo melhor.

********************
Mensagem do Espírito
Emmanuel, 
psicografia de Francisco Cândido Xavier.

COMUNICADO

COMUNICADO